Análise Mixed in Key

Nem todos os DJs sabem tocar um instrumento musical ou têm conhecimentos de harmonia. Mesmo os que têm conhecimentos musicais podem usar o programa para economizar tempo e conseguir SetLists sem choques tonais entre as músicas.
O programa analisa os arquivos e detecta a compatibilidade tonal entre eles utilizando um método chamado “Camelot Notations
”, que mostra a relação entre os tons sem que seja necessário ser um “Beethoven da música”.



 
O método envolve uma espécie de tabela em forma de relógio, com uma numeração de 1 a 12. Na parte externa estão os tons maiores, representados por um número de 1 a 12, acompanhados pela letra B; na interna, os menores, acompanhados pela letra A. O tom de dó maior, por exemplo, está na posição 8B, junto com o seu tom relativo menor, o lá (na posição 8A). Seguindo a lógica da tabela, a mixagem com tons compatíveis se dá quando a música seguinte tem um tom correspondente à que está tocando. Se a música está, de acordo com o software, na posição 12A, a próxima música pode ser da posição 1A, 11A ou a própria 12A. A idéia é que o usuário use o software para escanear os tons das músicas e registrá-los no Label do CD (ou deixar registrado no arquivo de som através da ID3Tag) como uma informação de referência tonal. Da mesma forma que manter o sincronismo das batidas na transição entre as músicas ajuda a manter a festa fervendo, mixar músicas de forma coerente no aspecto tonal também ajuda a manter o público concentrado em dançar.
É nisso que o Mixed in Key pretende ajudar.

Quem utiliza o Traktor para discotecar pode ficar mais feliz ainda, pois é só ativar a opção de visualizar a aba Key na PlayList e desfrutar de todas as análise de tom realizadas pelo Mixed in Key.


O programa é compatível tanto com Mac OS como com Windows e identifica os arquivos no formato MP3 e WAV.

Home Page: http://www.mixedinkey.com/
Compartilhar este artigo :