Padrão DMX: Uma revolução no controle de iluminação

Olá pessoal... resolví criar este post para falar sobre algo que me surpreendeu... o padrão DMX.

Mas afinal, o que é isso?

DMX é uma espécie de protocolo de comunicação que vários equipamentos de iluminação têm em comum... no nosso dia a dia esbarramos com alguns protocolos de comunicação também... o mais conhecido provavelmente é o TCP-IP que permite, por exemplo, que um computador aqui em Macaé acesse uma página hospedada a centenas de quilômetros em um outro computador com configuração completamente diferente do meu... ou seja, protocolo é um padrão de comunicação que permite que diferentes equipamentos conversem entre sí...

No caso de iluninação, vários equipamentos hoje em dia podem ser controlados por um único equipamento. Podemos utilizar uma mesa DMX ou ainda, um notebook com interface DMX.

Na prática, todos os equipamentos são ligados em linha, ou seja, um único cabo sai da mesa DMX ou da Interface e liga o primeiro equipamento. Deste equipamento sai um cabo que liga o próximo e assim por diante... cada equipamento fica com apenas 2 cabos: O de força e o DMX. O cabo DMX é igualzinho ao cabo de microfone.

MESA DMX

A mesa DMX é como um mixer para sua iluminação... na prática, com um único equipamento você consegue configurar cenas e controlar o comportamento de Strobos, Lasers, Raios de Sol e muitos outros, desde que o equipamento tenha interface DMX.

Recorsos de uma mesa DMX (recentemente adquirí este equipamento):

Visão de cima:

1. Botões do Scanner (1-12)
12 scanners de 16 canais DMX cada um e controle de fader.
Pressione um botão de scanner para ativar o controle de fader manual. Pressione novamente para desativá-lo. O LED ao lado do botão acenderá ou apagará indicando sua Seleção.
2. Botões de Cenas
Pressione os botões de cenas para carregar ou armazenar suas cenas. Há uma quantidade máxima de 240 cenas programáveis.
3. Faders
Estes faders são utilizados para controlar a intensidade dos canais 1 à 8 ou dos canais 9 à 16, dependendo da página selecionada.
4. Botão de seleção de página
Utilizado para selecionar página A (1-8) e página B (9-16).
5. Botão de máquina de fumaça
Liga e desliga a máquina de fumaça.
6. Controle de velocidade
Utilizado para ajustar a velocidade de seqüência dentro de um espaço de tempo entre 0.1 segundos e 10 minutos.
7. Controle do tempo de fade
Utilizado para ajustar o tempo de fade. O tempo de fade é o tempo que leva um scanner (ou outro aparelho) para se mover de uma posição para outra, de uma lado para o outro.
8. Display em tela de cristal líquido
Mostra a atividade corrente ou estado de programação.
9. Botão rotativo de PAN
Este botão rotativo é utilizado para controlar o PAN do scanner (ou outro aparelho) ou para programação.
10. Botão rotativo do TILT
Este botão rotativo é utilizado para controlar o TILT do scanner (ou outro aparelho) ou para programação.
11. Botão de programa
Ativa o modo de programa
12. MIDI / REC
Utilizado para controlar a operação MIDI ou para gravar programas.
13. AUTO / DEL
Ativa o modo automático ou apaga cenas e seqüências
14. Música / Cópia de Banco
Ativa o modo de música ou serve para copiar banco de cenas.
15. Banco UP / DOWN
Pressione este botão de Up/Down para selecionar entre os 30 bancos disponíveis.
16. Botão de Tap / Display
Utilizado para a criação de uma batida padrão ou para alterar o modo de valor entre “%” ou “0-255”
17. Botão Blackout
Pressione para momentaneamente parar toda a programação.
18. Botões de seqüência (1-6)
Estes botões são utilizados para ativar as seqüências das cenas programadas.
19. Botão de Ajuste “Fine”
Quando o modo “fine” for ativado, os botões rotativos de PAN e TILT controlarão o scanner (ou outro aparelho) no modo padrão.
20. Botão de Modo
Pressionando os botões de ajuste “Fine” e “Mode” permite ativar a configuração ou o modo reverso.

Visão de Trás:1. Entrada de áudio
2. Entrada de MIDI
3. Seleção de polaridade DMX
4. Saída DMX
5. Entrada DMX
6. Conector da máquina de fumaça
7. Entrada DC
8. Botão de Liga / Desliga

Praticamente todas as mesas DMX são iguais... pequenas variações podem ocorrer de modelo em modelo como:

Quantidade de Equipamentos Controlados;
Existência ou não de controles Pan e Tilt - Controlam o deslocamento horizontal ou vertical de um equipamento. Neste caso, você pode utilizar um canal entre os 16 normalmente disponíveis para controlar Pan e outro para o Tilt... a existência do botão confere apenas um pouco mais de praticidade;
Existência ou não de Joystique para controle de Pan e Tilt;
Existência ou não de um botão para máquina de fumaça ou de bolhas... Se o botão não existir, você pode cadastá-lo como um equipamento DMX normal, tendo ainda 16 canais para controlá-lo.
Entrada de áudio - Alguns efeitos são acionados via áudio.

Abaixo estão algums modelos de mesa DMX. Notem as semelhanças:
A primeira mesa é a mais comum e barata... custa cerca de R$ 300,00.
A segunda possui os botões pan e tilt (os botões redondos).
A terceira é uma mesa com joystick.
A quarta e quinta mesas são mesas com mais canais.
Cada controlador DMX (mesa ou interface) é chamado de Universo. Cada Universo pelo padrão do protocolo pode ter NO MÁXIMO 512 canais. Pouquinho não?

INTERFAÇE DMX PARA COMPUTADOR

Ao contrário da mesa, este controle necessita apenas de uma interface que faça a conversão do conector DMX para outro, podendo este ser USB, Paralelo ou ainda COM. O padrão mais comum é DMX x USB.

Neste tipo de controle, um software controla todos os equipamentos de iluninação... novamente, temos um único cabo que liga o conector DMX da interface USB a um equipamento de luz e este alimenta outro, em linha, até completarmos todas as ligações... abaixo, temos um desses equipamentos:

A vantagem deste conector específico é que podemos utilizar até 4 interfaces (chamadas de Universo) aumentando dos 512 canais que normalmente uma mesa têm para 2048 canais!

Neste tipo de comunicação vários software podem ser utilizados... muitos deles são gratuitos. No Brasil o mais utilizado é o MegaDMX que é nacional e também gratuito... nele você pode até fazer simulações 3D das cenas criadas... veja abaixo algumas telas do programa MegaDMX:
CONECTORS E CABOS DMX:
Detalhe da conexão de dois equipamentos com suporte DMX diferentes... note que todos têm uma entrada e uma saída para podermos conectar um ao outro, em linha, da mesa DMX até o último equipamento




MESA CHAVEADORA

Além da mesa ou interface DMX é legal você ter uma mesa chaveadora para poder ligar e desligar seus equipamentos. A mesa abaixo tem 10 canais, ou seja, permite ligar e desligar até 10 equipamentos:


CHAVEADOR DMX

Uma dica final... caso algum equipamento não tenha DMX (como canhões de luz e motores de globo, por exemplo). você pode comprar um chaveador DMX como este:





Exemplos de uso do Chaveador DMX:





Download programa MegaDMX
Download Manual do programa MegaDMX
Download Manual da Mesa DMX ca1612w

Espero que tenham gostado deste Post.

Vlw!

Criado por Carlos d editado por Fernando H. Becker
Compartilhar este artigo :