Comissão da Câmara aprova regulamentação da profissão de DJ

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (12-05) a regulamentação da profissão de DJ (disc-jockey). Para entrar em vigor, o projeto ainda precisa ser analisado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

De autoria do senador Romeu Tuma (PTB-SP), a proposta exige dos DJs diploma de curso profissionalizante, carteira profissional de habilitação e certificado de capacidade profissional emitido pelo sindicato da área.

A exigência de registro é um dos pontos que gera controvérsia entre os profissionais da área. Outro dispositivo polêmico é o que prevê a participação de 70% de DJs nacionais quando um evento escalar um DJ estrangeiro.
"
O DJ pode ser, sim, equiparado aos artistas, se considerarmos o efeito que a manipulação do som causa nos frequentadores das casas noturnas. Atualmente temos espetáculos muito concorridos, com a presença de milhares de espectadores, em que a estrela é o disc-jockey", disse o relator na Câmara, deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM).

Essa é a notícia publicada na integra pela Folha Online (Link)

Já havíamos discutido o assunto em fase inicial neste tópico.

E então, qual seu ponto de vista em relação as cláusulas apresentadas?
Compartilhar este artigo :