Pioneer DJ HDJ-2000MK2 Fone de Ouvido - Novo Hardware

Minimalista, robusto e prático. Estes são apenas três dentre os diversos pontos positivos que podemos ressaltar sobre o novo fone para DJs topo de linha da Pioneer.

A qualidade do produto já é ressaltada mesmo antes de termos contato com o fone em si, pois o mesmo é envolto por uma caixa moderna e elegante com todo seu interior revestido de uma densa espuma que protege seu conteúdo contra impactos.


E dentro da caixa, ainda antes de termos contato com o fone de ouvido nos deparamos com uma hard case muito bem construída e bastante versátil que pode ser utilizada para transportar o fone de ouvido com segurança seja para uma gig ou no passeio do final de semana.

Abrindo a case chegamos finalmente a cereja do bolo, o HDJ 200MK2 bem protegido e confortável graças a macia camada de tecido que reveste o interior da case. Além do fone temos também seus acessórios separados na parte adjacente.

Dentre os acessórios temos um adaptador de 3.5mm para 6.3 banhado a ouro e com rosca, além dele temos os dois cabos de áudio, um liso com 1,6 metros de comprimento e outro espiral com 1,2 metros. Aqui já podemos notar duas coisas interessantes. Primeiro que as extremidades de 3.5mm são em curva facilitando e muito a sua utilização nos mixers mais comuns do mercado e segundo que a conexão ao fone de ouvido é feita através do padrão mini XLR garantindo qualidade e principalmente compatibilidade caso deseje utilizar algum cabo personalizado em conjunto com o fone.

E finalmente chegamos ao fone que neste caso é representado por sua versão prata mas a Pioneer também disponibiliza uma versão totalmente preta do produto.
Pois bem, como se trata de um fone destinado a DJs o produto tem sua parte traseira selada e não aberta como alguns modelos para studio e games mas isso trás um ponto bastante positivo que também é promovido pela maraca como um de seus pontos fortes, o cancelamento de ruído. E posso dizer que ele realmente é eficaz, mas não, ele não vai aniquilar o som do baterista da banda que fica do seu lado espancando o bumbo e os pratos 20 minutos antes da banda subir no palco e muito menos os berros da sua namorada quando você recebe um watts de outra menina, mas sem dúvida ele faz um bom trabalho amenizando muito bem o som externo me arisco até a dizer que é o fone que mais se destaca neste quesito que já tive contato.
O fone possui drivers de 50mm que produzem um som fenomenal e algo que me surpreendeu foi a fidelidade de som, de todos os Pioneers que testei este sem dúvida esse foi o menos mentiroso e isso é surpreendente pois a marca possui a tradição de aumentar consideravelmente as frequências baixas dos seus fones mas aqui esse não é o caso e isso me agrada muito, não que o fone seja 100% flat mas com certeza não está muito longe disso.
As altas são consistentes os médios são extremamente limpos e os graves estão presentes da forma correta o que no geral me fez adorar o som do equipamento seja para tocar, jogar vídeo games ou produzir material para o canal.

O design do equipamento é minimalista e muito bonito, sua construção foi o que me encorajou a adquiri-lo mesmo sem a oportunidade de testa-lo antes da compra, pois o equipamento é construído basicamente de metal e isso sem dúvidas é um grande diferencial que eu espero que me ajudará a quebrar a rotina de ter que adquirir um fone novo a cada dois anos.
Posso dizer que o equipamento passa uma sensação de robustez e segurança muito grande. Para você ter uma ideia o pino que permite a rotação dos drivers a haste que segura eles e até mesmo da haste de regulagem de atura do fone são compostos por metal e isso é maravilhoso pois normalmente é uma destas partes que acaba quebrando em modelos mais comuns de fones.
De acordo com a Pioneer a impedância do dispositivo é de 32 Ohm e o mesmo é capaz de reproduzir frequências a partir dos 5 Hz até 30 KHz isso com até 107 decibéis de level.
Apear de sua estrutura rígida de metal e a utilização de driver grandes o equipamento não é pesado, com aproximadamente 300 gramas ele não chega a incomodar durante longos sets acredito que o fator principal seja a utilização de espuma viscoelástica nos seus ear pads o que os deixa bastante confortáveis em função da sua densidade similar ao silicone.
Em conclusão posso afirmar que a Pioneer acertou em cheio produzindo um equipamento de robusto que atende tanto profissionais quanto quem deseja aproveitar suas faixas com qualidade. Infelizmente este não é um produto barato, mas se levarmos em conta todos seus pontos positivos e principalmente a provável durabilidade do equipamento acredito que valha a pena.

Compartilhar este artigo :